Translate to English

 RSS

      Blogs Feministas
  • A Barata
  • A Cascuda
  • A Moça do Sonho
  • À quatre pas d'ici
  • Alecrim e Sufoco Atmosférico
  • Aleitamento Materno Solidário
  • Aquelah Deborah
  • Arlequina
  • Arranque Meus Olhos
  • As Agruras e As Delícias
  • Babi Lopes
  • Bad Movie Scene
  • Beauvoir au jour le jour
  • Bidê Brasil
  • Bittersweet
  • Blog Blue Jeans
  • Blog da Glória
  • Borboletas nos Olhos
  • Bruna Provazi
  • Café Velho
  • Camaleônica
  • Caminhar
  • Caroline Bernardo
  • Casa da Gabi
  • Casa da Mulher Oito de Março
  • Chá-tice
  • Clarice Maia
  • Clibing The Clouds
  • Coffee, clear heels and random thoughts
  • Como Assim?!
  • Consciência Feminista
  • Contrabandist@s de Peluche
  • Contracultura
  • Conversa de Psicólogo
  • Cynthia Semiramis
  • Da Cerejeira
  • Desautoria
  • Dialógico
  • Diversão sem Culpa
  • Educação à Distância
  • Em Construção
  • Escreva Lola Escreva
  • Escrito em Ametista
  • Espaço B.
  • Esse Tal Climatério
  • Estou Puta!
  • Explorando Escrevendo
  • Foi Feito Pra Isso
  • Garota Coca-Cola
  • Garrafa ao Mar
  • Groselha News
  • Histórias de Menina
  • Humor Pelas Palavras
  • Inquietudes Na Maresia
  • Krasis
  • Lado D.
  • Lia de Lua
  • Lucy, La Feminista
  • Mana Mani
  • Mandinga
  • Maria Frô
  • Mary W.
  • Matizes Femininas
  • Menina de Sardas
  • Meu Jardim de Interesses
  • Meus Alfarrábios
  • Mulher Alternativa
  • Mulher Pós-Moderna
  • Mulheres em Letras
  • Mulheres Públicas
  • Nails Freak
  • Nelumbo Nucífera
  • Nem Tão Óbvio Assim
  • Nós
  • O Mundo Enlouqueceu
  • O Poeta de Ramelin
  • O Prazer do Texto
  • Ou Barbárie
  • Paisagem Estirpada
  • Paisagem Estripada
  • Para Variar, Variando
  • Pensamentos Desconexos
  • Pimenta com Limão
  • Pin Ups
  • Polivalência
  • Ponto de Fuga
  • Quem Mandou Nascer Mulher?
  • Quem o Machismo Matou Hoje?
  • Reino da Almofada
  • Reload
  • Roupas no Varal
  • Saiwalô
  • Se o poeta pra viver
  • Sem Açúcar
  • SexoAchoLegal.com
  • Solidaliberdade
  • Tempestade e Paixão
  • Tereza Não Existe
  • Todas Nós
  • Tutto Petit
  • Urbanamente
  • Who The Hell is Cely?
    • META

    Blogueir@s com Dilma

    Esse blog teve
    visitantes, desde
    setembro de 2003.

    Dia 7 – Zhu Jia Jiao ancient water town

    Leia mais sobre China,Fotografia,Viagens,Xangai.
    Publicado na Sunday, 24 June 2007

    Atualização:

    Gente, desculpem as fotos jogadas assim, sem nenhuma explicação, mas é que quando chego em casa, à noite, o máximo que consigo é selecionar as fotos, escrever, nem pensar. Manoel Carlos tá certo, só de olhar a gente cansa… e isso tudo num calor insuportável. A China está desbancando os EUA em país poluidor, mas já tá pagando a conta do aquecimento global, viu?

    Hoje eu vou encontrar duas brasileiras, uma é a bela, que eu conhecia lá de Olinda e veio parar aqui e a outra é Simone Takayama, que frequentava o bloguinho aqui (quando ele não estava bloqueado, agora só eu, que estou no hotel é que consigo entrar no SdeE, em toda Shangai ele tá bloqueado).

    Ontem à noite (são 7:30h da manhã, da terça), eu estava tão exausta, que pensie em dizer às meninas que a gente podia ficar aqui no hotel, mesmo,, quando elas chegassem. Mas dormi bastante e agora já estou pronta pra sair de novo, afinal, não sei se um dia ainda vou voltar a Shanghai, né? então, vamos lá suportar o calor…

    Sobre as fotos:

  • Estamos muito felizes, mesmo :-) na verdade, é sempre maravilhoso viajar com Ted, ele é um ótimo companheiro, nunca temos nenhuma tensão, ele sempre topa todos meus programas e, quando ele quer ir a algum lugar, eu concordo na hora e lá vou eu ver moedas antigas…. hehehhehehe…como eu, ele adora museus mas, por outro lado, mesmo se ele estiver cansado, no maior calor, ele arruma um lugarzinho pra ler, enquanto eu bato perna fazendo minhas comprinhas, nunca reclama de nada. Viajar com ele é sempre perfeito.
  • Obrigada, meninas, pelos elogios às fotos, foram feitas com uma camerazinha Samsung S700, simples, sem lente nenhuma, porque a minha Cannon é pesada demais, e confesso que toda vez que penso que vou precisar carregar, desisto e deixo no hotel. Outra coisa é que, com uma câmera pequena é mais fácil fotografar as pessoas, discretamente. A última foto, por exemplo, da mulher toda vestida d elaranja, com cabelo laranja, numa moto laranja, totalmente na sorte, deixei ela do meu lado e bati, sem olhar o visor e sem ter muita idéia do que estava pegando. E foi diretinho nela… hehehehe… o único problema dessa câmera é que ela tem iso 1000 e nas fotos externas as fotos ficam muito claras.
  • Essa cidadezinha, rodeada de águas, fica a uma hora de Shanghai foi fundada na dinastia Ming, como porto. Hoje é um lugar turístico, com centenas de lojinhas, mas mantém exatamente toda sua arquitetura.
  • A penúltima foto é um casamento, sim. Chegamos na hora. A gente tava saindo quando ouviu fogos de artifício na frente do templo que fotografei aí acima, peguei o momento exato em que estavam voltando pra dentro do templo, depois das fotos. A noiva estava de sandalinha de plástico, tudo muito simples. Adorei. Mas, não acho que são todos casamentos assim, por aqui, do jeito que os chineses gostam de “exuberância”, os que têm dinheiro devem ser breguésimos. Mas AMEI esse casamento aí, lindo.
  • Essas fotos 25 e 26 (!) têm uma historinha. Eu sou cismada com essa coisa budista de sempre arrumar umas formas de pedir dinheiro, mas até que não tinha acontecido nada assim, por aqui.

    Bom, a gente entrou no templo e esse rapaz aí ficou no pé da gente pra eu escrever meu nome num papel e colocar dentro de uma das centenas de caixinhas vermelhas com um Buda dourado dentro, que forma essa torre enorme. Eu não queria, mas não teve jeito, o cara era muito insistente. Vamos lá.

    Botei meu nome num papel, ele botou na caixinha e ainda insistiu pra Ted tirar uma foto (hummm nada muito budista) e depois, literalmente, me arrastou pra uma mesa, com um caderno, onde eu tinha que escrever meu nome e o valor que eu iria “doar”. No caderno, todos nomes tinham valores como 100 ou 200 rmb (7.5rmb = 1 dolar). Eu disse que não dava 10 dólares, de jeito nenhum, deixei 10 rmb e sai, enquanto ele ficou lá protestando… pode????

    Na saída, mais um exemplo da “captação de recursos” budista. Na foto ao laod, você vê uma torre de vidro com um dragão dentro. Você coloca uma moeda e ela gira para lhe dar sorte… sei… como é que pode uma religião com princípios tão bonitos terem umas formas de pedir dinheiro que usam a crença do povo?

  • Não sei o que é essa comida, mas sei que é típica dessa região, tem dezenas de lojinhas dessas com mulheres colocando umas coisas estranhíssimas nessa folhas. Essa da foto maior é carne de um animal, que fica assim enrolada nessa folha o dia todo, num calor de matar… querem que eu experimente??? nem morta hehehehe…
  • Viram a pin up chinesa? que linda!!!

    Agora vou tomar café, malhar um pouco na academia que tem um visual incrível e depois encontrar Bela e Simone. Aguardem, que ainda vou escrever mais sobre Shanghai.

  • 36 Comentários

    Desculpem, mas os comentários estão fechados.

    CommentLuv badge

    .